Ditadura militar no Brasil: os números por trás do "milagre econômico"


    Há 50 anos, o governo militar decretava o Ato Institucional número 5 (AI-5), o quinto de 17 grandes decretos emitidos durante a ditadura. Era o início da fase que é considerada a mais repressiva do regime.

    O período iniciado em 1968 foi marcado pelo fechamento do Congresso Nacional, pela tortura de adversários políticos e pela morte e desaparecimento de mais de 400 pessoas, como indica o relatório da Comissão Nacional da Verdade.

    Ainda assim, não é incomum que o período do regime militar no Brasil, entre 1964 e 1985, seja lembrado por alguns com certa nostalgia como um tempo marcado por um forte crescimento da economia, que ficou conhecido "milagre econômico".

    Mas especialistas notam que o regime militar deixou para o país uma herança maldita para a economia, como o agravamento de alguns dos problemas que ainda marcam o noticiário econômico brasileiro, como o endividamento do setor público e o aumento da desigualdade social.

    A BBC News Brasil analisou os dados do período e entrevistou historiadores, economistas e sociólogos em busca de um raio-x do legado socioeconômico do regime militar Leia aqui a reportagem de Luís Barrucho em texto: 50 anos do AI-5: Os números por trás do 'milagre econômico' da ditadura no Brasil.

Roteiro, apresentação e edição: Luís Barrucho

Um comentário:

  1. Que interessante. Não sabia disso. Parabéns pelo conteúdo, professor Marcos. 👏👍

    ResponderExcluir